Tocantins, 23 de abril de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Criminosos que atiraram contra prefeito em assalto são condenados a mais de 70 anos de prisão

01/11/2018 13h12

Foto: Divulgação/Márcio Vieira Prefeito de Tocantínia chega ao Hospital Geral de Palmas
Caso aconteceu no dia 4 de fevereiro desse ano, quando político e motorista foram atingidos por tiro após reagirem. Roubo aconteceu no dia do aniversário do gestor.

Dois homens acusados de invadir a casa do prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Gomes Neto (SD), e atirar contra ele e o motorista João Mascarenhas Barros, foram condenados pela por roubo, tentativa de latrocínio e receptação. O caso aconteceu no dia 4 de fevereiro desse ano, durante um assalto. No dia, parentes e amigos se preparavam para comemorar o aniversário do político.

Matheus Carvalho da Silva foi condenado a 35 anos e nove meses de prisão e Daynan Ribeiro Silveira terá que cumprir pena de 37 anos e cinco meses. Juntas, as penas são de 72 anos de prisão

Segundo consta no processo, os dois invadiram a casa do prefeito e renderam parentes e amigos do político no banheiro. Os réus ameaçaram as 14 pessoas que estavam no local com uma faca e uma arma de fogo e ordenaram que entregassem os objetos de valor.

Momentos depois, quando o prefeito e o motorista chegaram na casa, foram surpreendidos pelos assaltantes e reagiram à ação. Neste momento, um dos assaltantes atirou contra eles. Manoel Silvino foi atingido no abdômen e João Mascarenhas no tórax. Depois, os criminosos fugiram levando alguns pertences das vítimas.

“O crime foi praticado na residência da vítima, num momento festivo, com crianças na localidade, violando a intimidade e privacidade das vítimas. Na espécie, cuida-se de uma moradia de interior, onde é extremamente reduzida a segurança pública, o que acaba por encorajar delinquentes a praticar crimes violentos com maiores chances de impunidade”, disse o juiz Alan de Ribeiro da Silva, da 1ª Escrivania Criminal de Tocantínia.

Na sentença, o juiz ainda estipulou em R$ 200 mil o valor mínimo de reparação para cada vítima do crime de tentativa de latrocínio, e R$ 50 mil para cada vítima do crime de roubo.

Criminosos reviraram casa antes de atirar no prefeito de Tocantínia — Foto: Carlos Gomes/TV Anhanguera Criminosos reviraram casa antes de atirar no prefeito de Tocantínia — Foto: Carlos Gomes/TV Anhanguera
Criminosos reviraram casa antes de atirar no prefeito de Tocantínia — Foto: Carlos Gomes/TV Anhanguera

Entenda
Após ser baleado, o prefeito de Tocantínia foi socorrido e passou por cirurgia no Hospital Geral de Palmas para a retirada de uma bala na barriga. Ele recebeu alta após ficar oito dias internado. O motorista do prefeito, João Mascarenhas Barros, foi levado para o Hospital Regional de Araguaína e ficou internado por um dia.

No dia 4 de fevereiro, por volta das 5h20, o motorista e o prefeito saíram de Tocantínia para fazer compras em um supermercado em Palmas. O objetivo era comprar alimentos para fazer o almoço em comemoração aos 58 anos do político.

Eles voltaram três horas depois e perceberam que a casa tinha sido invadida por criminosos. "Chegamos e vimos que o carro estava com o porta-malas aberto. Além disso, o frigobar estava na garagem. Pensamos que a funcionária tinha retirado para fazer a limpeza. Quando entramos, nos deparamos com bandidos armados na sala. O prefeito reagiu para tomar a arma de um deles e eu parti pra cima dos outros dois para nos proteger. Mas eles conseguiram nos conter e nos colocaram dentro de um quarto. Tentamos reagir novamente e eles atiraram", relatou o motorista.

Um dos assaltantes, Mateus Carvalho da Silva, de 18 anos, foi capturado no mesmo dia. Os militares que faziam as buscas o viram saindo de um matagal perto da ponte que liga Miracema do Tocantins a Lajeado, onde o carro usado durante a ação foi abandonado. O segundo foi preso no dia seguinte às margens da TO-010, perto de Lajeado.

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém 2018

Íntegra do espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém 2018, ocorrido em cidade-teatro situada no interior do estado brasileiro de Pernambuco.

Na peça, Renato Góes interpretou Jesus Cristo. Os atores Tonico Pereira (Anás), Rita Guedes (Madalena), Kadu Moliterno (Pilatos), Nicole Bahls (Herodíades) e Victor Fasano (Herodes) também fizeram parte do elenco.

O especial da Rede Globo Nordeste foi apresentado pelo Padre Marcelo Rossi.

Comente

  • José Professor
    12/04/19 09h31
    Pelo andar da carruagem, quase parando, as ações e serviços da Prefeitura novamente vão eleger um "salvador da...
  • José Professor
    09/04/19 17h03
    Só agora o TCE vai tomar providências? Este fato é uma notícia alarmante: "TCE vai apurar, em tomada de contas,...
  • José Professor
    06/04/19 17h12
    Com "nome sujo" 98% dos municípios têm veto para receber recursos federais. O percentual de municípios...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.