Tocantins, 26 de abril de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Política

TEMER COMPROU SALVAÇÃO NA CCJ POR R$ 134 MILHÕES

14/07/2017 19h17

Governo Michel Temer liberou R$ 134 milhões em emendas parlamentares de 38 dos 40 deputados que votaram a favor do peemedebista na Comissão de constituição e Justiça (CCJ) da Câmara no mês de junho; segundo levantamento da ONG Contas Abertas, o maior beneficiado foi o deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que teve R$ 5,1 milhões; o tucano foi o responsável por apresentar um segundo parecer, aprovado pela CCJ, que pedia rejeição da denúncia; depois dele, os parlamentares mais beneficiados foram Carlos Marun (PMDB-MS), membro da tropa de choque de Temer, e Beto Mansur (PRB-SP), com R$ 5 milhões cada

247 - O governo Michel Temer liberou R$ 134 milhões, no mês de junho, em emendas parlamentares de 38 dos 40 deputados que votaram a favor do peemedebista na Comissão de constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.
O levantamento foi realizado pela ONG Contas Abertas. De acordo com os dados, o maior beneficiado foi o deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que teve R$ 5,1 milhões em emendas. O tucano foi o responsável por apresentar um segundo parecer, aprovado pela CCJ, que pedia rejeição da denúncia de corrupção passiva feita pela Procuradoria Geral da República.

Depois do tucano, os parlamentares mais beneficiados foram Carlos Marun (PMDB-MS), membro da tropa de choque de Temer na Casa, e Beto Mansur (PRB-SP), com R$ 5 milhões cada. Somente em junho, o governo empenhou R$ 2 bilhões para parlamentares de 27 partidos e bancadas estaduais.

A oposição diz que o governo conseguiu a vitória na CCJ por meio da compra de parlamentares através da liberação de recursos de emendas e também pela troca de parlamentares de maneira a garantir votos pró-Temer. Houve ainda troca de parlamentares titulares na comissão, para que os votos virassem a favor de Temer.
(Do 247 Brasil)
 

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Dona Ivone Lara canta Acreditar e Sonho Meu no SR Brasil

cantora Dona Ivone Lara, de 97 anos, morreu na noite desta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro, por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Ela estava internada desde sexta-feira (13), data em que completou 97 anos, no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul da cidade.

Comente

  • Fernando Damaceno.
    26/04/18 03h08
    Tem um grande nível é bastante referência no município e no estado vem fazendo lindos trabalhos em benefício da...
  • Jonas Abreu
    19/04/18 23h06
    Não ativamos propaganda política extemporânea
  • Dadinha
    13/04/18 14h11
    Os créditos pela idealização do projeto, sem dúvidas e do nosso amigo thaller, agora não se pode negar de forma...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.