Tocantins, 16 de fevereiro de 2020 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Justiça envia inquérito sobre assassinato de Moisés para juiz de Miranorte

12/02/2020 11h38

Divulgação
Viúva e irmãos de Moisés estiveram reunidos com delegados em Palmas

Em contato com o mirajornal.com, Fidel Costa, irmão mais velho do então prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés (da Sercon) Costa, assassinado dia 30 de agosto de 2018 numa estrada vicinal entre Miranorte e Rio dos Bois, falou sobre a reunião com os delegados ocorrida na tarde desta terça-feira, 11, na sede da Secretaria de Segurança Pública, em Palmas.

Participaram da reunião a viúva, subtenente da PM Camila Fernandes, juntamente com os irmãos de Moisés, Fidel Costa, pré candidato a prefeito de Centenário, e José Luiz Costa, atual presidente do diretório municipal do MDB da primeira capital. Pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) participaram a Delegada Geral, Raimunda Bezerra, juntamente com o Delegado responsável pelo inquérito, Guido Camilo Ribeiro, e a titular da DRACCO (Delegacia de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), Cinthia Paula de Lima.

Conforme informou Fidel Costa, na reunião foi tratado o andamento das investigações do chamado ‘Caso Moisés’ e mensagens fake montadas e compartilhadas com calúnias e difamações contra a família, principalmente após Camila Fernandes atender o clamor popular e estar pré-candidata a prefeita municipal.

Segundo ele “o caso está sendo muito bem investigado” e que o inquérito foi enviado para o Tribunal de Justiça, há cerca quatro meses, quando passou por dois desembargadores, e agora está com o juiz de Miranorte, de onde a delegacia aguarda agora somente esse retorno do juiz”, avaliou.

Fidel conta que o juiz de Miranorte, teria devolvido o inquérito para o Tribunal de Justiça ainda no inicio de novembro e o que o TJ, após deliberação dos desembargadores, já teria devolvido para o juiz de Miranorte e que a Policia agora só dependeria da decisão judiciária para continuar as investigações e procedimentos inerentes. “O inquérito está com o juiz de Miranorte. Falta o juiz devolver para Polícia Civil para procedimentos”, comemorou.

A Delegada Geral teria dito que reforçou a equipe e se necessário poderia designar uma força tarefa para ajudar na conclusão, basta o delegado solicitar, se necessário. Raimunda Bezerra ainda teria tranquilizado a família, “Tudo está sendo levado muito seriamente, o caso é muito complexo, mas não tem duvida que será esclarecido”.

Segundo familiares, eles vão procurar se reunirem com o juiz de Miranorte, responsável pelo caso, o mais breve possível.

CRIME CIBERNÉTICO
Também foi tratado na reunião inúmeras mensagens fake, inclusive com montagens de fotos, que membros da família vêm sofrendo, principalmente após a confirmação da pré-candidatura de Camila Fernandes a prefeita de Miracema do Tocantins.

“Ofensas, calunias, difamações e incitação ao ódio é crime”, ressaltou a delegada, fazendo referencia a quem produz e compartilha tais mensagens.

Quem está por trás desses fakes?, em que perfis ? a quem interessa ?, questiona o marketeiro Fidel Costa, que coordenou a campanha do irmão eleito por mais de 84% dos votos. “Até um perfil de uma pessoa falecida há cinco anos foi usado para produzir mensagens de ataque passadas a família, inclusive a pessoa falecida morava em outro estado e nunca residiu em Miracema”.

Moisés já vinha sofrendo esses ataques quando foi assassinado. Um familiar disse que ele estaria juntando esses fakes para fazer um BO (Boletim de Ocorrência), mas foi assassinado antes. Na oportunidade lembrou que a família havia registrado BO na semana da morte de Moisés, contra os ataques sofridos de fakes, por grupos de whatsapp.

Ontem um novo BO foi feito pela família contra esses ataques persistentes. Após a reunião, por orientação dos delegados, Camila Fernandes apresentou registro também na Delegacia da Mulher, enquanto os irmãos de Moisés fizeram o mesmo na Delegacia de Crimes Cibernéticos.

“A família sente a dor de perder um ente querido, ainda vem esses ataques”, disse José Luiz Costa, acrescentando que “Não perdemos um mandato político, perdemos uma vida, um ser humano, um ente querido que teve sua vida ceifada”.

RELEMBRE
Na manhã de 30 de agosto de 2018, o prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés da Sercon/MDB teria indo à Miranorte, cidade vizinha a 22 km do centro de Miracema, para um encontro com o prefeito daquela cidade Antonio Carlos Martins, conhecido por Carlinhos da Nacional/MDB. Moisés teria deixado funcionários num posto de combustível, cliente de seu escritório de contabilidade (Sercon), antes de seguir para a prefeitura local.

Após audiência com Carlinhos, Moisés teria saído do prédio e não mais visto, até ser encontrado horas depois, dentro de sua caminhonete, abandonada numa estrada vicinal entre Miranorte e Rio dos Bois, morto com um tiro na cabeça.

O crime estará completando um ano e sete meses no próximo dia 30, sem elucidação conclusiva. A Secretaria de Segurança Pública montou força-tarefa na investigação do caso e mais tarde numa entrevista investigadores comentaram que a autoria poderia ser de quem conhece o trabalho da policia e da pericia.
   

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Jovem constrói escola usando resto de construção e sucata

Miracema do Tocantins
Jovem constrói escola usando resto de construção e sucata

Comente

  • José Professor
    15/02/20 11h39
    É um absurdo a altura dos sons usados para propaganda em Miracema. Perturbam até pessoas que estão com problemas...
  • Rogério Santiago
    14/02/20 21h55
    Agora muitos se dizem solidariedade dizen que ajudam e que são bomzinhos a política estar se aproximando, passam 4...
  • Aílton Ferreira Araújo
    07/02/20 15h27
    Camila,dessa vez vai ser de 99% dos votos válidos. O povo de Miracema esta cansado. Pela injustiça que fez com o...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.