Tocantins, 20 de novembro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Travesti é transferida para presídio feminino após decisão da Justiça

09/06/2018 16h10

(Foto: Polícia Civil/Divulgação) Travesti está presa suspeita de assassinato
Kellyta Rodrigues de Sousa, de 29 anos, foi presa suspeita de matar outra travesti que teria se recusado a pagar para trabalhar em um ponto de prostituição de Araguaína.

A travesti Kellyta Rodrigues de Sousa, de 29 anos, foi transferida para um presídio feminino após uma decisão da Justiça. Registrada no nascimento como Samuel, foi presa na última quinta-feira (7) suspeita de assassinar outra travesti, conhecida como Vitória Castro. O crime foi em abril de 2017.

O juiz Antonio Dantas de Oliveira Júnior entendeu que os direitos reconhecidos da presa foram desrespeitados. "Os direitos humanos precisam sair do papel e serem cumpridos, é que o discurso, por si só, é um natimorto", escreveu ele na sentença.
"Solicitei que ela fosse colocada na cadeia feminina, pois apresenta expressão física de mulher e personalidade feminina, sendo ilegal a sua manutenção em cadeia masculina, ainda que isolada dos homens", disse o defensor público Sandro Ferreira Dias, que moveu a ação.

A Secretaria de Cidadania e Justiça, que administra o sistema prisional, disse que a transferência já foi feita e que Kellyta está em uma cela isolada na Cadeia Pública de Babaçulândia.

O crime
A detenta é suspeita de ter matado outra travesti conhecida como Vítória Castro. O crime aconteceu em abril do ano passado, na avenida Bernardo Sayão, no Setor Entroncamento.

De acordo com a Polícia Civil, Vitória se prostituia no local há vários anos, junto com outras travestis. Ela foi espancada e morreu dias depois em decorrência de um traumatismo craniano.

Segundo a polícia, testemunhas contaram que a suspeita chegou a Araguaína alegando que o ponto de prostituição era propriedade dela, por tê-lo adquirido de outra travesti. Por isso, todos que atuavam no local deveriam pagar uma taxa para a utilização do lugar, além de percentuais sobre os programas com clientes.

Como a vítima não aceitou os termos do acordo proposto, se transformou em impedimento para o aliciamento de prostitutas. Esse teria sido o principal motivo do crime.
(Do G1TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

ONU Brasil lança documentário sobre o Dia da Consciência Negra

Considerado o maior herói negro nacional, Zumbi dos Palmares é figura presente na história do Brasil. O dia 20 de novembro, feriado nacional, é um convite para relembrar a luta pela libertação dos escravos e para refletir sobre os avanços e desafios da população negra no Brasil. Confira neste documentário, parte da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU.

Comente

  • José Oliveira Martins
    17/10/18 09h17
    Não sei se cabe aqui minha pergunta. Outrossim vou perguntar: "Como se encontram as investigações do assassinato...
  • Dona Zilma
    08/09/18 18h40
    poise ze carlo moisés em pouco tempo fez muto por miracema, a policia p´recisa logo descobrir quem fez isso, o senhor...
  • Joel da Silva
    12/08/18 10h02
    Parabéns prefeito moisés, por não dar a desculpa q não faz nada porque tava arrumando a casa. Foi lá e fez
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.