Tocantins, 12 de dezembro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Estado

Executivo e Judiciário se unem para garantir regularização fundiária no Tocantins

09/03/2018 10h21

Frederick Borges/Governo do Tocantins Marcelo Miranda destacou que a iniciativa vem fortalecer o trabalho que já está sendo realizado no Estado
A base da atuação do Nupref, de acordo com o corregedor-geral Gláucio de Brito, está no diálogo entre as instituições

O governador Marcelo Miranda e representantes do poder judiciário, incluindo o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, desembargador Eurípedes Lamounier, em reunião de apresentação do Núcleo de Prevenção e Regularização Fundiária (Nupref), na manhã desta quinta-feira, 8, discutiram medidas para atuar na prevenção de conflitos fundiários não judicializados e promover a segurança jurídica aos proprietários de terras urbanas e rurais.

Marcelo Miranda destacou a importância de que o trabalho de regularização fundiária no Estado seja realizado em parceria com os municípios. “Precisamos integrar os municípios nestas discussões, porque eles também vivem essas demandas de regularização”, ressaltou.

O governador destacou que a iniciativa vem fortalecer o trabalho que já está sendo realizado no Estado. “Nesta gestão, temos trabalhado fortemente na entrega de titularização fundiária. Entendo que essa é uma questão importante para quem tem sua área, mas não possui a documentação”, destacou.

O juiz auxiliar da Corregedoria Geral, Océlio Nobre da Silva, destacou que o Nupref será um espaço para compartilhamentos de diálogos. “Esse núcleo é um ambiente onde as diferentes instituições estarão presentes para discutir soluções para os problemas fundiários existentes no Estado”, disse.

A base da atuação do Nupref, de acordo com o corregedor-geral da justiça, Helvécio de Brito Maia Neto, está no diálogo entre as instituições. "Por meio do diálogo com a TerraPalmas e da parceria entre o Legislativo e o Executivo, estamos avançando na questão fundiária do Tocantins. Esse é um caminho árduo, mas estamos construindo as bases", disse.

O subsecretário de Regularização Fundiária na Amazônia Legal (Serfal), Cláudio Mendonça, frisou a importância do empoderamento da mulher dentro do processo de regularização familiar. "Nós estamos tratando de segurança jurídica, desenvolvimento econômico, mas também estamos falando da segurança alimentar. Daí a necessidade do empoderamento da mulher, da regularização sair em nome das mulheres, que são muito mais sensíveis às questões ambientais e à organização familiar".

Composição

O Nupref será composto por um juiz coordenador e representantes da Procuradoria Geral do Estado do Tocantins; do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins); da Companhia Imobiliária do Estado do Tocantins (TerraPalmas); e da Associação de Notários e Registradores.
(Da AscomTO/Cláudio Paixão)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Enquete

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE 'CRIME PERFEITO' ?

Mais vídeosVideo Mira

7 de Dezembro de 2018 - Miracema do Tocantins Capital por Um Dia

Comente

  • Indignado
    28/11/18 11h37
    Acorda povo de Miracema e região. Tirem a bunda do sofá e se mexam. Acordem e olhem em sua volta. É um absurdo o que...
  • José Oliveira Martins
    17/10/18 09h17
    Não sei se cabe aqui minha pergunta. Outrossim vou perguntar: "Como se encontram as investigações do assassinato...
  • Dona Zilma
    08/09/18 18h40
    poise ze carlo moisés em pouco tempo fez muto por miracema, a policia p´recisa logo descobrir quem fez isso, o senhor...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.