Tocantins, 16 de setembro de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Saúde

Durante Conferência Estadual de Saúde, ATM pede mais recursos aos Municípios e revisão da relação tripartite

05/06/2019 16h08

Divulgação Representada pelo prefeito de Chapada da Natividade, Joaquim Urcino, ATM participa da 9ª Conferência Estadual de Saúde
Municípios necessitam de mais verbas para ampliar capacidade de custeio e investimentos dos produtos e serviços da Saúde; Revisão de obrigações e repasse de recursos entre União, Estados e Municípios precisam ser revistos

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) teve assento na 9ª Conferência Estadual de Saúde, que ocorre de 05 a 06 de junho, no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas. A ATM foi representada pelo prefeito de Chapada da Natividade, Joaquim Urcino, que em seu discurso pediu mais recursos aos Municípios e a revisão da relação tripartite que envolve União, Estado e Municípios na oferta de saúde pública.

A conferência é realizada pelo Conselho Estadual de Saúde, com vistas a eleger os delegados tocantinenses que irão representar o Estado na Conferência Nacional de Saúde. "É preciso maximizar os recursos aos Municípios para que estratégias e ações integradas das equipes municipais cheguem diretamente as comunidades locais. Além disso, é necessário revisar as competências da relação tripartite, fazendo uma distribuição equitativa de obrigações e recursos que sejam favoráveis à todos os Entes da federação" disse o representante da ATM. A saúde pública no Brasil é executada pela União, Estados e Municípios.

Gastos com Saúde

O prefeito lembrou ainda que quase todos os Municípios tocantinenses ultrapassam o limite mínimo constitucional de gastos com Saúde (15%). "Gastamos muito mais do que preconiza nossa Constituição, pois vemos que a oferta de produtos e serviços de saúde exige muitos recursos. Temos repasses atrasados de recursos conveniados com outros entes, o que consequentemente leva as prefeituras a retirar dos cofres municipais os recursos a serem aplicados na área da saúde municipal", disse Urcino.

O secretário Municipal de Saúde, Daniel Borini, lembrou do subfinanciamento feitos pelos Municípios de programas celebrados com a União, que também retira muitos recursos dos cofres municipais. Já o presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Roberto Sampaio destacou o eventual desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS), que começa pela reformulação do Programa Mais Médicos, pautada por viés ideológico. Todas as autoridades presentes no evento saíram em defesa do SUS. 

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

QUEM MATOU MOISÉS? (Um Ano Depois)


No dia 30 de agosto de 2018, o então prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés da Sercon, foi encontrado morto dentro de seu carro com um tiro na cabeça.

Inusitada Produções

Comente

  • José Professo
    12/09/19 09h34
    Incrível como os ditados antigos fazem eco até nos dias atuais. "Os iguais se protegem a todo custo doa onde...
  • Aílton Ferreira Araújo
    10/09/19 08h35
    Um ano sem um grande amigo Moisés, hoje tem a mesma pergunta Quem matou o Moisés? esta difícil de achar o culpado,...
  • Aílton Ferreira Araújo
    10/09/19 08h28
    Vai começar a caça aos pobre, não quero você, e sim o seu voto, e Miracema, tem muitos desses falsos políticos.
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.