Tocantins, 20 de julho de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Perícia pede mais tempo para entregar laudo de arma encontrada com prefeito morto

05/09/2018 14h15

(Foto: Divulgação) Moisés Costa da Silva é prefeito de Miracema
Polícia científica terá mais 10 dias para concluir análise. Investigadores informaram que as suspeitas de latrocínio e suicídio estão cada vez mais distantes.

A perícia pediu mais dez dias para concluir o laudo sobre a arma encontrada junto ao corpo do prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés da Sercon (MDB). O resultado das análises é necessário para definir a linha de investigação sobre o crime. Até o momento nenhuma hipótese foi formalmente descartada, mas investigadores informaram à TV Anhanguera que as suspeitas de latrocínio e suicídio estão cada vez mais distantes.

Para os investigadores, a posição do corpo no carro e objetos deixados no local são as principais pistas que indicam que Moisés foi assassinado. Além disso, segundo a fonte, a arma que estava no colo da vítima pode nem ter sido utilizado no crime.

O irmão da vítima, Fidel Costa, contou que a família não acredita em suicídio. "Para mim, suicídio é a hipótese mais remota. As pessoas que cometem suicídio dão sinais, ficam tristes. Ele estava normal, estava muito feliz. Tinha realizado todos os sonhos e iria iniciar tratamento para ter filhos", contou.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), as investigações estão sendo realizadas por uma força-tarefa. "Diariamente, novas pessoas estão sendo ouvidas e convocadas para prestar esclarecimentos nas delegacias das cidades de Miranorte e Miracema", informou em nota.

Polícia interditou local onde a caminhonete foi encontrada (Foto: Leal Júnior/Divulgação) Polícia interditou local onde a caminhonete foi encontrada (Foto: Leal Júnior/Divulgação)
Polícia interditou local onde a caminhonete foi encontrada (Foto: Leal Júnior/Divulgação)
Entenda

O prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés Costa da Silva (MDB), conhecido como Moisés da Sercon, foi encontrado morto na tarde de quinta-feira (30). Segundo o irmão dele, Fidel Costa, o a vítima estava em Miranorte e dispensou funcionários que o acompanhavam para fazer uma visita ao prefeito Antônio Carlos Martins (MDB).

Os funcionários e ficaram aguardando Moisés Costa em um posto de combustíveis, mas ele não retornou. O corpo foi localizado horas mais tarde dentro da caminhonete dele em uma rodovia que liga Miranorte a Rio dos Bois. A Polícia Militar informou que ele estava sentado dentro da caminhonete e que tinha uma marca de tiro na cabeça.

Moisés Costa da Silva tinha 44 anos, era casado e trabalhou como empresário e contador em Miracema. Ele se candidatou a um cargo público pela primeira vez em 2016. Foi eleito prefeito de Miracema com 84% dos votos válidos e estava no primeiro mandato.
(Da TV Anhanguera)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Roberto Carlos e Erasmo Carlos no Maracanã: Amigo (11/07/2009)

20 de Julho - Dia Internacional do Amigo - Dia da Amizade



Comente

  • Aílton Ferreira Araújo
    19/07/19 09h57
    A morte do Moisés, até hoje nada, a polícia sabe, a polícia não e besta só está esperando provas concretas. Ssp vamos...
  • AILTON FERREIRA ARAUJO
    19/07/19 09h52
    Manoela cruz, isso e verdade o povo falsos e esses vereador de Miracema, 2020 está chegando todos querem novamente...
  • Manuela Cruz
    16/07/19 11h59
    Certos políticos, quando querem ser eleitos,ser bem sucedidos na política,usam artimanhas, irão nas suas casas fazer...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.