Tocantins, 26 de junho de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Estado

Ex-prefeito condenado por esconder documentos e formatar computadores antes de deixar cargo tem recurso negado

08/01/2019 06h55

Adalberto Leme de Andrade ficou no comando de Sandolândia entre 2005 e 2012. Entre outras punições, ele teve os direitos políticos suspensos por cinco anos.

O Tribunal de Justiça do Tocantins negou os recursos do ex-prefeito de Sandolândia, Adalberto Leme de Andrade, no caso do desaparecimento de documentos da prefeitura logo antes dele deixar o cargo em 2012. O político tinha sido condenado, junto com dois membros da equipe dele, por improbidade administrativa em novembro de 2018.

A denúncia é de que uma série de papeis importantes foram ocultados antes da transição de governo na véspera da saída de Andrade do cargo. Os computadores que continham dados como a movimentação financeira da cidade também teriam sido formatados.
O G1 não conseguiu localizar Adalberto Leme de Andrade para comentar o caso.

O juiz Nelson Rodrigues da Silva, 1ª Escrivania Cível de Araguaçu, manteve a sentença de suspensão dos direitos políticos por cinco anos; proibição de contratar com o Poder Público por três anos e a perda de qualquer função pública que esteja ocupando. Não houve multa, porque a Justiça entendeu que não ficaram comprovados danos aos cofres públicos.

"Ficou claro que todos eles agiram com acentuada deslealdade para com o ente público e para com os cargos que ocupavam ou ainda ocupam, demonstrando a sua total incompatibilidade com o serviço público", escreveu o magistrado na sentença.

Outro caso
Esta não é a primeira condenação do gestor por atos realizados enquanto foi prefeito da cidade. Em julho de 2017 ele foi condenado a 4 anos de prisão por abastecer a frota de veículos da cidade no próprio posto de combustíveis. Na época, ele negou ser o dono do posto e disse que a empresa pertencia ao irmão dele.
(Do G1 TO).

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

A Magia das Festas Juninas do Tocantins

Este documentário se propõe apresentar a força do movimento Junino no Estado do Tocantins.
Os objetos de amostra neste projeto são três Quadrilhas Juninas estilizadas de Palmas /TO.


Roteiro e Direção - Erica Regina F. Ferreira.
Produção - Erica Regina F. Ferreira, Mateus Barbosa e Kézia Noá.
Fotografia - Mateus Barbosa e Rafaela Reis.
Edição - Erica Regina F. Ferreira e Rafael


Apoio Cultural: MIRA Jornal - 27 anos.

Comente

  • José Professor
    24/06/19 11h05
    Vou me transmutar em adivinho e tentar descobrir o que está acontecendo ou por qual motivo Miracema está abandonada...
  • João Carlo
    22/06/19 06h58
    Ingratidão só aqui em Miracema onde o prefeito coloca adversário em sua equipe e os companheiros foram muitos e ficam...
  • José Professor
    13/06/19 10h49
    Pouco saio de casa. Após as 19 h então é quase impossível. Aliás,...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.