Tocantins, 19 de outubro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Mais quatro investigados por desvio de R$ 7 milhões na Prefeitura de Palmas ganham liberdade

06/08/2018 15h59

(Foto: Werbert Araújo/SSP/Divulgação) Policiais cumpriram mandados na Câmara de Vereadores de Palmas
Ao todo, 12 investigados foram liberados durante o final de semana. Além disso, três pessoas continuam foragidas, entre elas, dois vereadores da capital.

 Mais quatro investigados da 2ª fase operação Jogo Limpo ganharam liberdade após prestar depoimento, entre eles o vereador Rogerio Freitas (MDB). De acordo com a Polícia Civil, os investigados foram liberados na noite deste domingo (5), após pedido de revogação da prisão temporária ser feito pela própria Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma). No sábado (4) outras oito pessoas tinham sido liberadas.

A 2ª fase da operação Jogo Limpo foi iniciada pela Polícia Civil do Tocantins na última sexta-feira (3). Segundo as investigações, um grupo criminoso desviou R$ 7 milhões da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Fundesportes) e da Secretaria de Governo e Relações Institucionais da capital. A verba seria destinada a projetos sociais, mas o dinheiro teria sido usado em campanhas eleitorais de 2014. Três vereadores tiveram a prisão decretada.

Ao todo, foram 26 mandados de prisão expedidos, sendo que 23 foram cumpridos. Entre os alvos estão o presidente da Câmara Municipal, José do Lago Folha (PSD), e o vereador Major Negreiros (PSB). Confira a defesa deles no final desta reportagem.

Foram liberados os seguintes investigados:

Rogerio Freitas
Waldson Pereira Salazar
Pedro Neto Gomes Queiroz
Neimar Tavares Magalhães
Outras 11 pesoas seguem presas temporariamente.

Esquema criminoso envolve políticos, servidores, servidores públicos e políticos (Foto: Divulgação/SSP) Esquema criminoso envolve políticos, servidores, servidores públicos e políticos (Foto: Divulgação/SSP)
Esquema criminoso envolve políticos, servidores, servidores públicos e políticos (Foto: Divulgação/SSP)

O esquema
O esquema envolve quatro núcleos compostos por servidores, políticos, empresas fantasmas e entidades. Segundo a decisão judicial, 10 entidades investigadas admitiram o uso de notas frias fornecidas por sete empresas fantasmas.

As notas seriam para justificar despesas e serviços não realizados. Depois, o dinheiro seria desviado para servidores e agentes políticos ou para terceiros indicados por eles.

A polícia informou nesta sexta-feira (3) que encontrou R$ 40 mil na conta do vereador Rogério Freitas oriundos de uma empresa fantasma utilizada no esquema.

Outro lado
A defesa do presidente da Câmara de Palmas, José do Lago Folha (PSD), disse que o vereador deve se apresentar nesta segunda-feira (6). O advogado informou que ainda busca ter acesso ao inquérito.

O chefe de gabinete do major Negreiros informou que o vereador está retornando para o país e deve chegar em Palmas até a próxima quarta-feira (8) para prestar os esclarecimentos necessários.

A Prefeitura de Palmas informou que está à disposição da Justiça e da investigação para contribuir com qualquer esclarecimento. O vereador Rogério Freitas disse em entrevista à TV Anhanguera que até o momento não foi acusado de nada e é inocente. O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa dos demais citados na reportagem.

1ª fase da operação
A primeira fase da operação foi realizada em fevereiro deste ano contra uma organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro. O crime era praticado por meio de entidades sem fins lucrativos e empresas fantasmas, conforme as investigações. Ao todo, 10 federações e organizações não governamentais (ONG) podem estar envolvidas, além de quatro empresas.

Na época, os policiais cumpriram 24 mandados de prisão temporária e 33 mandados de busca e apreensão em Palmas e em mais quatro cidades do Tocantins: Paraíso do Tocantins, Nova Rosalândia, Paranã e Miracema.
(Do G1TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Enquete

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O CIDADÃO - COMPROVADAMENTE DE BEM - PODER POSSUIR UMA ARMA EM SUA EMPRESA E/OU RESIDÊNCIA ?

Mais vídeosVideo Mira

Carlos Heleno no "Programa de Família" - TV Gênesis

Carlos Heleno no programa de familia da TV Gênesis.

Carlos Heleno ministra as canções: Tudo o que Jesus conquistou na cruz da Ludmila Ferber, Te agradeço do Diante do Trono e sua canção Preciso mais de Ti.

Comente

  • José Oliveira Martins
    17/10/18 09h17
    Não sei se cabe aqui minha pergunta. Outrossim vou perguntar: "Como se encontram as investigações do assassinato...
  • Dona Zilma
    08/09/18 18h40
    poise ze carlo moisés em pouco tempo fez muto por miracema, a policia p´recisa logo descobrir quem fez isso, o senhor...
  • Joel da Silva
    12/08/18 10h02
    Parabéns prefeito moisés, por não dar a desculpa q não faz nada porque tava arrumando a casa. Foi lá e fez
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.