Tocantins, 20 de julho de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Estado

Prefeitos se reúnem na ATM e discutem com órgãos e entidades de classe a possível extinção de comarcas de justiça no Tocantins

04/04/2019 18h03

Divulgação Prefeitos e representantes discutem eventual fechamento de comarcas no Tocantins
Representantes estão preocupados com possível interesse do Poder Judiciário em retirar comarcas de Municípios

A possível extinção de comarca em municípios do Tocantins foi tema da reunião entre prefeitos de sete cidades e membros de órgãos de justiça e entidades de classe, ocorrida nesta quinta-feira, 04, na sede da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), em Palmas.

Gestores municipais e representantes estão preocupados com a medida, que ganhou corpo com a com a aprovação em março deste ano, pelo Tribunal Pleno, de proposta para alteração da Lei Orgânica do Poder Judiciário, que será ainda analisada pelo Conselho Nacional de Justiça e apreciada pela Assembleia Legislativa.

A reunião teve a articulação do prefeito de Figueirópolis, Fernandes Martins, com o apoio da ATM, e reuniu representantes da Defensoria Pública do Estado do Tocantins, Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados, do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Tocantins, do Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Tocantins e da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça.

Preocupação

Prefeitos das cidades que possivelmente teriam comarcas extintas se mostraram preocupados com a medida. “Fomos informados que possivelmente haveria a retirada de comarcas de nossas cidades para serem aglutinadas com cidades mais próximas. Estamos preocupados com prejuízos de diversas ordens”, comenta o prefeito de Figueirópolis.

Fernandes estava na companhia dos prefeitos: Dolfim (Combinado), Valber Saraiva (Ananás), Valdemir Barros (Pium), Fábio Vaz (Palmeirópolis), Waguinho (Almas) e Castro (Ananás).

Prejuízos

Representantes das instituições disseram que com a exclusão das comarcas haveriam uma debandada de outros órgãos. “Defensorias, delegacias e promotorias, poderiam se retirar juntamente”, disse Fabrício Ferreira de Andrade.

“Estamos preocupados com eventuais impactos financeiros às receitas do Município e o deslocamento de pessoas para outras cidades em busca de justiça”, disse o prefeito de Almas, Waguinho, ao comentar sobre a redução de impostos, a retirada de servidores públicos e ao provável aumento dos casos de criminalidade.

Encaminhamentos

Os presentes discutiram ainda eventuais estratégias para elevar as discussões em relação ao tema, com a promoção de audiências públicas nas localidades e articulação política na Assembleia Legislativa.
(Da Ascom ATM)


   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Roberto Carlos e Erasmo Carlos no Maracanã: Amigo (11/07/2009)

20 de Julho - Dia Internacional do Amigo - Dia da Amizade



Comente

  • Aílton Ferreira Araújo
    19/07/19 09h57
    A morte do Moisés, até hoje nada, a polícia sabe, a polícia não e besta só está esperando provas concretas. Ssp vamos...
  • AILTON FERREIRA ARAUJO
    19/07/19 09h52
    Manoela cruz, isso e verdade o povo falsos e esses vereador de Miracema, 2020 está chegando todos querem novamente...
  • Manuela Cruz
    16/07/19 11h59
    Certos políticos, quando querem ser eleitos,ser bem sucedidos na política,usam artimanhas, irão nas suas casas fazer...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.