Tocantins, 22 de setembro de 2019 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Polícia Civil indicia servidora pública e mais cinco ex-gestores por peculato

07/06/2019 06h41

O inquérito, já remetido ao Ministério Público, foi instaurado pela unidade especializada em de novembro de 2018.

Nesta quinta-feira (6), a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC), Núcleo Norte, de Araguaína, concluiu mais um inquérito referente à operação Catarse, resultando no indiciamento de seis pessoas suspeitas de peculato-furto e falsidade ideológica.

O inquérito, já remetido ao Ministério Público, foi instaurado pela unidade especializada em de novembro de 2018.

De acordo com o delegado José Anchieta de Menezes Filho, a ação policial denominada Catarse, iniciou-se com a notícia de que haveria uma servidora do estado, de inicias A. C. de M. F., que estaria cursando medicina no Paraguai, mas continuava a receber normalmente os proventos como enfermeira no Tocantins.

Com base nas investigações, foi possível concluir que a servidora não exercia suas funções no órgão público, a extinta Secretaria Geral de Governo, o que ensejou seu indiciamento pela prática do crime de peculato-furto.

Ainda no decorrer das investigações, a Polícia Civil também identificou que outras pessoas foram coniventes com a situação da investigada e concorreram para que a mesma pudesse continuar recebendo seus salários (quase R$ 90 mil reais), sem prestar a devida prestação do serviço e, por isso, também foram indiciados, entre eles, C. A. C e M. C. M. pelo crime de peculato-furto; C. A. C. P e J. E. F. M., pelos crimes de peculato-furto e falsidade ideológica majorada; e T. A. L., duas vezes pelo crime de peculato.
(Da Ascom SSO TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

QUEM MATOU MOISÉS? (Um Ano Depois)


No dia 30 de agosto de 2018, o então prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés da Sercon, foi encontrado morto dentro de seu carro com um tiro na cabeça.

Inusitada Produções

Comente

  • José Professor
    16/09/19 08h18
    Caro Ailton, você está correto de razão. São perguntas que não querem calar:"Quem matou a vereadora Marielle...
  • José Professo
    12/09/19 09h34
    Incrível como os ditados antigos fazem eco até nos dias atuais. "Os iguais se protegem a todo custo doa onde...
  • Aílton Ferreira Araújo
    10/09/19 08h35
    Um ano sem um grande amigo Moisés, hoje tem a mesma pergunta Quem matou o Moisés? esta difícil de achar o culpado,...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.