Tocantins, 19 de fevereiro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Brasil

Prefeituras recebem primeiro repasse do FPM de fevereiro nesta sexta-feira, dia 9.

09/02/2018 06h36

Nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, é creditado na conta das prefeituras o repasse do Fundo Municípios (FPM), referente ao 1º decêndio de fevereiro. O montante totaliza R$ 6,121 bilhões, já com os descontos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Em valores brutos, o primeiro repasse é de R$ 7,651 bilhões.

A equipe de Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanha periodicamente os valores depositados para as prefeituras. No comparativo com o primeiro decêndio de fevereiro de 2017, este repasse de foi 14,22% maior. O percentual não considera os efeitos da inflação. Se for levada em conta nos cálculos, o aumento do FPM no período chega a 11,74%.

O cenário de alta também se mantém quando são analisados todos os repasses efetuados de janeiro até o 1º decêndio de fevereiro. Nesse período de 2017, o FPM somou R$ 14,317 bilhões, enquanto que em 2018 o valor já atingiu a marca dos R$ 15,730 bilhões.

Alerta aos gestores

Principal fonte de receita especialmente para as pequenas cidades, o FPM oscila ao longo do ano. A queda na venda de automóveis, por exemplo, reflete na arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que juntamente com o Imposto de Renda (IR) compõe o Fundo.

Por essa razão, a entidade mantém o alerta aos gestores municipais para que se antecipem e planejem seu orçamento o quanto antes. Historicamente, o mês de março é conhecido como um mês em que pode haver queda nos valores repassados.

De acordo com os dados do FPM, o 1º decêndio de fevereiro de 2018, comparado com mesmo período de 2017, teve um aumento de 14,22% em termos nominais, ou seja, comparando os valores sem considerar os efeitos da inflação.

A principal fonte de renda dos municípios, FPM, oscila ao longo do ano, podendo haver mudanças, como a queda na venda de automóveis, que reflete na arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), assim como o aumento da taxa de desemprego e com isso provoca uma queda na arrecadação do Imposto sobre a Renda (IR).
(Com infotmações da CNM)
 

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS - DESFILE COMPLETO #Campeã 2018

Comente

  • Jair Filho
    17/02/18 11h24
    a construção das pontes parou porque ta chuvendo o ta sem pagamento?
  • Deusiane
    13/02/18 10h50
    acho qui carnaval trz muito diversão e preocupação tem que saber fazer sem deixar de fazer
  • Lais Pinheiro
    09/02/18 15h40
    Bom dia, qual o telefone para contato com a redação? Laís Pinheiro Brasilia / DF Da Redação: (63) 33661838...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.