Tocantins, 19 de fevereiro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Estado

Relação de 20 anos de Ayrton Senna com o TO será contada em com livro e filme

08/02/2018 09h11

Obra vai relembrar histórias deliciosas vividas pelo campeão da F1 no Tocantins entre o final dos anos 1960 e meados de 1980
Projeto, idealizado por tocantinenses, conta com nomes da música regional e nacional; livro, do desembargador José Liberato, será lançado em maio, em Taipas
 

A chegada da família Senna no final dos anos 60 no distrito de Taipas, quando o município pertencia a Conceição, então norte de Goiás, será contada no livro “Ayrton Senna, Menino do Tocantins”.

A previsão é de que o lançamento do livro, que está sendo escrito pelo desembargador aposentado José Liberato Costa Póvoa, deve acontecer em maio, naquela cidade, ocasião do transcurso dos 24 anos da morte do inesquecível piloto de Fórmula 1. Após o lançamento, os trabalhos se voltarão para a produção do filme, que terá o mesmo título da obra.

O livro discorrerá sobre a infância e a adolescência de Ayton Senna não só em Taipas, nos períodos que vinha das férias escolares de São Paulo, mas também os registros de fatos em Conceição, Dianópolis e Almas, cidades do sudeste do Tocantins. A obra vai relembrar histórias deliciosas vividas pelo futuro campeão da F1 no Tocantins entre o final dos anos 1960 e meados de 1980, quando a família deixou o Estado. Para isso, foram entrevistadas cerca de 40 pessoas que conviveram de perto com a família Senna, testemunhas do talento e também de muitas traquinagens e namoricos do garoto Ayrton.

No dia 18 de janeiro, no Atlas Hotel, em Palmas, em um café da manhã com a participação da imprensa, foi lançado o projeto “Ayrton Senna, Menino do Tocantins. Segundo o cineasta André Araújo, que, com o jornalista Goianyr Barbosa, administra os trabalhos, o projeto já tramita no Ministério da Cultura desde 2017, aguardando liberação para captar os recursos necessários à execução.

Ainda segundo Araújo, o filme será um longa-metragem e não está descartada que a direção fique sob a responsabilidade do cineasta Bruno Silveira, do filme “Os Filhos de Francisco”, que narra a história sofrida da dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano. De acordo com Barbosa, já está acertado que a trilha sonora do filme terá 12 composições e que a participação de artistas tocantinenses já está acertada. Estão no projeto Genésio Tocantins, Juraildes da Cruz, Dorivã, Lucimar Pereira, Rafael Dias, Braguinha Barroso, Kézia Carvalho e a dupla João Lucas e Marcelo, em virtude do cantor João Lucas ser tocantinense. Artistas nacionais, como Sérgio Reis, a dupla Di Paulo e Paulino e Leonardo, também confirmaram participação. O conjunto Roupa Nova, que criou a música da vitória de Senna, tão ouvida nas manhãs de domingos, achou interessante ao projeto e também estuda integrá-lo.

“A cidade de Taipas passará, sem dúvida alguma, a ser mais um roteiro turístico do Estado, com o filme, uma vez que as pessoas vão se interessar conhecer a fazenda, a casa em que a família residia, a estrada em que ele pilotava carros e a lambreta de amigos, o rio que tomava banho, a Praça Coronel Abílio Wolney, em Dianópolis, onde seu Milton Senna tirou aquela foto com a filha Viviane Senna, enfim, o tempo passou, mas o cenário ainda é o mesmo”, enfatizou o jornalista Goianyr Barbosa.

Maestro Pinocchio
Considerado um dos criadores do sertanejo universitário, compareceu no lançamento do projeto o maestro juvenil José Lacerda, conhecido como Pinocchio. Ele é quem ficará com a produção musical dos artistas que farão parte da trilha sonora do filme.

Pinnochio foi o responsável por produções e composições de duplas famosas como Gian e Giovani, João Paulo e Daniel, Rio Negro e Slimões, Jorge e Mateus, César Menotti e Fabiano, Maria Cecília e Refolgo, Gustavo Lima, e muito outros renomados artistas. Também esteve presente o radialista, cantor, compositor, ex-administrador de Brasília e muito conhecido pela passagem de quase uma década pela Radio Nacional de Brasília e Rádio Nacional da Amazônia, Clayton Aguiar, que também integra o projeto. A parceria conta ainda como o ex-deputado Eduardo Gomes e o técnico de futebol Wanderlei Luxemburgo.

Sobre Ayrton Sena
Ayrton Senna (1960-1994) conquistou três vezes o campeonato mundial da Fórmula 1, correndo pela McLaren.

Em dez anos de F1, disputou 116 corridas, conquistou 65 pole positions e venceu 41 competições. Ganhou seis vezes o GP de Mônaco e, por isso, era chamado “O Rei de Mônaco”.

Senna (1960-1994) nasceu em São Paulo, no dia 21 de março de 1960. Filho de empresário do ramo metalúrgico, com quatro anos de idade ganhou seu primeiro kart. Com sete anos começou a treinar no kartódromo de Interlagos, em São Paulo. Conquistou diversos títulos correndo no Kart.

Em 1994 foi contratado pela equipe Williams. A primeira corrida da temporada de 1994 foi em Interlagos, no Brasil, onde conquistou a pole position, mas se envolveu numa colisão e abandonou a corrida.

Ayrton Senna da Silva morreu em Ímola, Itália, no dia 1º de maio de 1994, durante o Grande Prêmio de San Marino, quando seu carro saiu da pista, na curva Tamburello, e bateu no muro de proteção.
(Do T1/Projeto, idealizado por tocantinenses, conta com nomes da música regional e nacional; livro, do desembargador José Liberato, será lançado em maio, em Taipas

A chegada da família Senna no final dos anos 60 no distrito de Taipas, quando o município pertencia a Conceição, então norte de Goiás, será contada no livro “Ayrton Senna, Menino do Tocantins”. 
(Do T1/Projeto, idealizado por tocantinenses, conta com nomes da música regional e nacional; livro, do desembargador José Liberato, será lançado em maio, em Taipas

A chegada da família Senna no final dos anos 60 no distrito de Taipas, quando o município pertencia a Conceição, então norte de Goiás, será contada no livro “Ayrton Senna, Menino do Tocantins”. 
Do T1;Projeto, idealizado por tocantinenses, conta com nomes da música regional e nacional; livro, do desembargador José Liberato, será lançado em maio, em Taipas

A chegada da família Senna no final dos anos 60 no distrito de Taipas, quando o município pertencia a Conceição, então norte de Goiás, será contada no livro “Ayrton Senna, Menino do Tocantins”. 
(Do CT/Raimuinda Costa)


   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS - DESFILE COMPLETO #Campeã 2018

Comente

  • Jair Filho
    17/02/18 11h24
    a construção das pontes parou porque ta chuvendo o ta sem pagamento?
  • Deusiane
    13/02/18 10h50
    acho qui carnaval trz muito diversão e preocupação tem que saber fazer sem deixar de fazer
  • Lais Pinheiro
    09/02/18 15h40
    Bom dia, qual o telefone para contato com a redação? Laís Pinheiro Brasilia / DF Da Redação: (63) 33661838...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.