Tocantins, 18 de janeiro de 2020 - Mira Jornal - 00:00

Brasil

Aplicativo vai monitorar e comparar preço da gasolina

30/12/2019 07h55

Foto: EBC
O principal objetivo da ferramenta é permitir que o consumidor tenha maior poder de escolha na hora de abastecer

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, o aplicativo ANP no posto vai estar disponível para baixar gratuitamente nas lojas Play Store e App Store. Por meio da ferramenta, vai ser possível monitorar e comparar o preço da gasolina, além de verificar a qualidade de combustíveis comercializados pelos postos.

Vai funcionar da seguinte forma: com base na localização que o consumidor estiver, será possível acessar os postos mais próximos, e aí sim, o motorista poderá ver aos preços praticados por eles e às informações de qualidade disponíveis.

Inicialmente, a atualização do aplicativo será semanal e, depois do dia 20 de janeiro, passará a ser diária. O primeiro estado que poderá ver estas informações será o Goiás; mas o intuito da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, é que as demais unidades da federação possam gradativamente aderir ao aplicativo, que foi desenvolvido para atender a todo o Brasil.

O principal objetivo da ferramenta é permitir que o consumidor tenha maior poder de escolha na hora de abastecer.
 (Da EBC/ Cintia Moreira)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Assembleia Legislativa do Tocantins História da Assembleia começa em Miracema

Comente

  • DA REDAÇÃO
    13/01/20 10h40
    INFORMAMOS QUE A PARTIR DESTA DATA ESTAREMOS EDITANDO E REVISANDO ERROS DE GRAFIA E DIGITAÇÃO, COMO TAMBÉM...
  • Geraldo Martins
    13/01/20 10h29
    vami la camila diz logo qie e candidata pra esse povoaqueta so pode ser voce e naotempra nunguem e seu vice pode ser...
  • José Professor
    13/01/20 08h38
    Não gosto de me sentir assim. Frustrado com o pequeno, quase ínfimo, número de comentaristas que aqui postam seus...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.