Tocantins, 25 de abril de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Mais de 30 presos na Operação Varredura; Três presos em Pedro Afonso; um foragido em Goiânia; e um em Palmas

12/04/2018 08h07

Polícia Civil deflagra segunda fase da operação “Varredura” e prende mais de 30 pessoas em Araguaína

A Polícia Civil do Tocantins, por meio de uma ação conjunta realizada pela Delegacia Interestadual de Capturas (Polinter) e pela 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araguaína deflagrou, na última terça-feira, 10, e nesta quarta-feira, 11, a segunda fase da operação “Varredura”, a qual resultou na prisão de mais de 30 pessoas acusadas pela prática de crimes diversos, em Araguaína, norte do Estado.

A operação tem como objetivo principal dar cumprimento a mandados de prisões de pessoas acusadas pela prática de variados crimes em Araguaína.

Conforme a delegada Suraia Carvalho Vilela, titular da Polinter e o Delegado Regional, Bruno Boaventura, titular da 1ª DRPC, responsáveis pela ação, até o momento, foram presas, mediante cumprimentos a mandados de prisões, 31 pessoas acusadas pela prática de crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo, estupro, dentre outros, bem como por não pagamento de pensão alimentícia.



Durante os trabalhos policiais foram presos:
Josiel Rosário da Rocha, 24 anos, pelo crime de roubo;
Remildo de Sousa Rodrigues, 37 anos, prisão preventiva;
 Ruzinelte Pereira de Andrade, 32 anos, prisão preventiva;
Henrique Filho Ferreira da Silva, 19 anos, prisão preventiva;
 Wanderson Pinheiro Gomes, 21 anos, prisão preventiva;
Luzivan Felix da Silva, 30 anos, prisão preventiva;
Edivan Alves da Silva, 31 anos, crime roubo;
Luceli ferreira da silva, 51 anos, crime de tráfico;
Dourivan Pereira dos Santos, 67 anos, crime de estupro;
Flavio da Silva Fernandes, 23 anos, roubo;
Jose Miguel da Silva, 68 anos, homicídio;
Ricardo Gomes Farias, 39 anos, prisão preventiva;
Aparecido da Silva Cruz, 34 anos, crime de homicídio;
Luis Gonzaga de Jesus Delmondes,49 anos, prisão preventiva;
Tanira Conceição Silva, 26 anos, crime: organização criminosa c/c porte ilegal de arma de fogo;
Iraci Aires da Silva, 36 anos, prisão preventiva;
Joaci Rodrigues de Souza, 43 anos, crime: atentado violento ao pudor;
Raimundo Nonato de Araujo, prisão preventiva;
Dalvan Cesar Alves Chaves, 30 anos, prisão preventiva;
Kássio Martins Amorim, 23 anos, crime: roubo;
Julio Cesar Rodrigues dos santos, prisão em flagrante, crime: tráfico e associação para o tráfico;
Lucas Aragão da Silva, prisão em flagrante, crime: tráfico e associação para o tráfico;
Welton Osorio da Silva, 25 anos, suspensão cautelar da pena;
João Batista Lopes de Freitas, 32 anos, crime homicídio
Ailton Caetano da Mota, 39 anos, descumprimento de pena imposta
Marques de Sousa Rodrigues Júnior, 28 anos, crime: furto qualificado
Lucas Eduardo Duarte da Silva, 22 anos, execução de pena;
Rodrigo de Sousa Luz, 30 anos, execução de pena.

Ainda em decorrência das ações da operação Varredura, foram efetuadas as prisões cíveis de:

Eduardo dos Santos Coelho teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a Casa de Prisão Provisória de Araguaína/TO;

Izaias Evangelista da Silva teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Francisco de Assis Custódio de Sousa teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Antonio Martins de Arruda Junior teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Everaldo Batista da Silva teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Creusnere Soares de Sousa teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Eraldo Vigira dos Santos teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Mailson Rios da Silva teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Jose Coelho Brito Junior teve sua prisão decretada por decisão judicial, em virtude de não está pagando alimentos aos seus filhos, e em razão disso foi decretado o seu recolhimento junto a CPP de Araguaína/TO;

Ainda de acordo com a delegada Suráia Vilela, “a operação varredura está na segunda fase, e retira de circulação pessoas que cometeram diversos crimes e estão em débito com a justiça, e será executada e em todo o estado de foram integrada com as regionais da polícia civil, com o fim de combater firmemente a criminalidade”.

Para o delegado Bruno Boaventura, as prisões realizadas trazem mais paz e tranquilidade à população de Araguaína e região.

Após serem presos, todos os indivíduos foram, após as providências legais cabíveis, encaminhados à CPP de Araguaína/TO, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.
     
 Pedro Afonso

Policiais Civis da 11ª Delegacia Regional de Pedro Afonso prenderam, no final da tarde da última quarta-feira, (11), Carlos César Lima Brito, Paulo Henrique da Silva Matos e Wanderson Ferreira da Silva. Eles são acusados pela prática de crimes diversos e foram capturados, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, naquela cidade.

 Conforme o Delegado Regional Wlademir Costa de Oliveira, Carlos César foi preso em razão de condenação definitiva por crime de furto qualificado. Paulo Henrique e Wanderson Ferreira respondem a processo criminal, respectivamente, por tráfico de drogas e por roubo. Os dois últimos estavam em liberdade provisória e descumpriram as medidas cautelares impostas pelo Poder Judiciário e, desta forma, tiveram as prisões preventivas decretadas.

 Os três indivíduos foram conduzidos à Central de flagrantes de Pedro Afonso e, após a realização das providências legais cabíveis, foram recolhidos a carceragem da Cadeia Pública de Colinas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Polícia Civil prende em Goiânia foragido da Justiça do Tocantins

Policiais Civis da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC), comandados pela delegada Luciana Coelho Midlej efetuaram na tarde desta quarta-feira, (11), a prisão de Lucas Messias Reis, vulgo “Paraguai”, de 24 anos de idade. O indivíduo é suspeito pela prática do crime de tráfico de drogas e foi capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, originária da operação “Brasil Central”, quando se encontrava no Setor Itaipu, em Goiânia.

 Na ocasião da operação, Lucas Paraguai mantinha em depósito dezenas de quilos de maconha e um mini laboratório onde multiplicava cocaína, adicionando insumos como acido bórico e outros. A habilidade em multiplicar a cocaína deu origem a seu apelido, pois os usuários reclamavam da qualidade da cocaína chamando-a de paraguaia (conotação de falsificada).

Lucas estava foragido em Goiânia, articulando remessas de entorpecentes e anabolizantes para o Tocantins, mas foi descoberto mediante investigação da Denarc. Após localizar o foragido, os policiais civis da Delegacia Especializada foram até a capital de Goiás, onde prenderam Lucas, que foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Goiânia.

O indivíduo deve ser recambiado para Palmas, dentro em breve, a fim de que responda pelos crimes que lhe são imputados.

Palmas

Polícia Civil prende investigado de homicídio e ocultação de cadáver em Palmas
Possível co-autora está ainda foragida. Vítima estava desaparecida desde 14 de março e ossada foi encontrada, na manhã desta quinta-feira, 11, após informações fornecidas pelo suposto co-autor.

Manoel Ferreira de Sousa foi preso temporariamente, por volta de 7h, desta quinta-feira, 11, por policiais civis da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP, de Palmas, após representação da autoridade policial, delegado Cassiano Ribeiro Oyama, que foi acatada pelo juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Palmas.

O indivíduo, suspeito da prática dos crimes de homicídio e ocultação de cadáver, levou equipe da unidade policial especializada até uma área situada no Lago Norte, da Capital, nas proximidades da sede da Embrapa Pesca e Aquicultura, onde teria desovado o corpo de Thiago Silva Sousa, desaparecido desde o dia 14 de março.

O corpo estava em estado avançado de decomposição, tendo em vista ter sido queimado e deixado em local aberto, acelerando o processo natural de deterioração. No local, foi realizada perícia em local de crime e traslado da ossada humana até a sede do Instituto Médico Legal para submissão a exame necroscópico, que indicará as causas da morte de Tiago.

O registro da ocorrência de desaparecimento foi realizado, em 16 de março, junto à 4ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Nacional (Luzimangues), mas os indícios da prática de homicídio fizeram com que o procedimento fosse, então, remetido à DHPP, Palmas.

“As investigações do caso levaram a Manoel Ferreira de Sousa, mas também à Sandra França Uchoa, suposta co-autora dos crimes. Paralelamente, ela mantinha relacionamento amoroso com a vítima e com o autor”, frisou o delegado.

Manoel mantém-se custodiado na Casa de Prisão Provisória de Palmas, à disposição do Poder Judiciário, e Sandra ainda está foragida.
(Da Ascom SSP/Rogério de Oliveira e Priscila Cadore)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Mais vídeosVideo Mira

Dona Ivone Lara canta Acreditar e Sonho Meu no SR Brasil

cantora Dona Ivone Lara, de 97 anos, morreu na noite desta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro, por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Ela estava internada desde sexta-feira (13), data em que completou 97 anos, no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul da cidade.

Comente

  • Jonas Abreu
    19/04/18 23h06
    Não ativamos propaganda política extemporânea
  • Dadinha
    13/04/18 14h11
    Os créditos pela idealização do projeto, sem dúvidas e do nosso amigo thaller, agora não se pode negar de forma...
  • SSP TO
    08/04/18 11h53
    FELIZ DIA DO JORNALISTA! Neste 07 de abril, homenageamos todos os jornalistas por seu compromisso social diuturno...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.