Tocantins, 14 de dezembro de 2018 - Mira Jornal - 00:00

Policia

Vereadores são alvos de operação que investiga desvio de R$ 7 milhões da Prefeitura de Palmas

03/08/2018 08h08

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) Três vereadores são alvos da operação Jogo Limpo (Foto: Divulgação/Polícia Civil) Três vereadores são alvos da operação Jogo Limpo
A Polícia Civil está cumprindo 26 mandados de prisão temporária e 33 de busca e apreensão. Dinheiro foi desviado de programas sociais para financiar campanha eleitoral, diz a investigação.

Três vereadores de Palmas são alvos de mandados de prisão da 2ª fase da Operação Jogo Limpo, que investiga desvio de R$ 7 milhões da prefeitura da capital. São eles: o presidente da Câmara Municipal, José do Lago Folha (PSD), Major Negreiros (PSB) e Rogério Freitas (PMDB). Deflagrada na manhã desta sexta-feira (3), a ação da Polícia Civil cumpre ao todo 26 mandados de prisão temporária e 31 de busca e apreensão.

Até as 9h30, 19 pessoas haviam sido presas, mas os nomes não foram informados. A prisão temporária tem prazo de cinco dias, que pode ser prorrogado.

A Câmara de Palmas informou que o presidente da Casa cumpre agenda política em Araguaína e está a caminho de Palmas para prestar os esclarecimentos necessários à Polícia Civil. O chefe de gabinete do major Negreiros informou que ele está viajando com a família para o Chile e ainda não tomou conhecimento da operação.
O G1 busca contato com a defesa do outro parlamentar e com a Prefeitura de Palmas.

(Foto: Wherbert Araújo/SSP)


Policiais fazem buscas dentro da Câmara Municipal de Palmas 

Investigações
A polícia apura o desvio de R$ 7 milhões da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Fundesportes) e da Secretaria de Governo e Relações Institucionais da capital.

As investigações apontam que o dinheiro teria sido usado para financiar campanhas eleitorais em 2014. A verba seria destinada para projetos sociais e de incentivo ao esporte.

De acordo com a Polícia Civil, empresas fantasmas emitiam notas fiscais frias para justificar despesas e serviços na prestação de contas dos convênios. Esses serviços nunca chegaram a ser realizados, segundo a apuração. Os valores recebidos eram desviados para servidores públicos, presidentes de entidades, empresários e agentes políticos.

2ª fase da operação
Nesta sexta, a Polícia Civil informou que os alvos dos mandados contra empresários, servidores públicos e políticos.

As prisões e buscas estão sendo realizadas em Palmas, Goiânia, Fortaleza do Tabocão e Aparecida do Rio Negro. Equipes também estão na Câmara Municipal de Palmas nesta manhã para fazer buscas.

A operação é feita pela Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial Contra a Administração Pública e conta com o apoio de 40 delegados e mais de 110 policiais civis.

1ª fase da operação
A primeira fase da operação foi realizada em fevereiro deste ano contra uma organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro. O crime era praticado por meio de entidades sem fins lucrativos e empresas fantasmas, conforme as investigações. Ao todo, 10 federações e organizações não governamentais (ONG) podem estar envolvidas, além de quatro empresas.

Na época, os policiais cumpriram 24 mandados de prisão temporária e 33 mandados de busca e apreensão em Palmas e em mais quatro cidades do Tocantins: Paraíso do Tocantins, Nova Rosalândia, Paranã e Miracema.
(Do G1TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.

Enquete

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE 'CRIME PERFEITO' ?

Mais vídeosVideo Mira

7 de Dezembro de 2018 - Miracema do Tocantins Capital por Um Dia

Comente

  • Indignado
    28/11/18 11h37
    Acorda povo de Miracema e região. Tirem a bunda do sofá e se mexam. Acordem e olhem em sua volta. É um absurdo o que...
  • José Oliveira Martins
    17/10/18 09h17
    Não sei se cabe aqui minha pergunta. Outrossim vou perguntar: "Como se encontram as investigações do assassinato...
  • Dona Zilma
    08/09/18 18h40
    poise ze carlo moisés em pouco tempo fez muto por miracema, a policia p´recisa logo descobrir quem fez isso, o senhor...
VER TODOS OS COMENTÁRIOS

Jornal Impresso

Em Breve
2010 c Mira Jornal. Todos os direitos reservados.